sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Linha dos Malandros na Umbanda

O que vem a ser a linha de Malandros na Umbanda?

A linha de malandros na Umbanda é uma linha de espíritos trabalhadores que compõem uma egrégora singular que prega a cima de tudo a alegria de viver e nos ensina a encarar tudo com muita coragem e alegria, não cabendo a nós encarar nada do lado negativo.


quinta-feira, 26 de março de 2015

Hierarquia dos Exús e Pomba Giras


Conhecendo a hierarquia dos Exús e Pomba Gira na Umbanda pertencente a cada Orixá (Oxalá, Yemanjá, Ogum, Oxossi, Obaluayiê, Xangô e Ibeji).

terça-feira, 1 de abril de 2014

Exú Capa Preta do Cemitério



Ele pertence a falange negativa de Oxóssi, a sua existência rege que na vida anterior foi um lorde rico.
A denominação de Exú Capa Preta do Cemitério é uma das adotadas pelo Exú Capa Preta.

domingo, 15 de setembro de 2013

Orixá Exú





Os primeiros europeus que tiveram contato na África com o culto do orixá Exú dos iorubás, venerado pelos fons como o vodum Legba ou Elegbara, atribuíram a essa divindade uma dupla identidade: a do deus fálico greco-romano Príapo e a do diabo dos judeus e cristãos. A primeira por causa dos altares, representações materiais e símbolos fálicos do orixá; a segunda em razão de suas atribuições específicas no panteão dos Orixás e voduns e suas qualificações morais narradas pela mitologia, que o mostra como um orixá que contraria as regras mais gerais de conduta aceitas socialmente. Atribuições e caráter que os recém-chegados cristãos não podiam conceber, enxergar sem o viés etnocêntrico e muito menos aceitar. Nas palavras de Pierre Verger, Exú“tem um caráter suscetível, violento, irascível, astucioso, grosseiro, vaidoso, indecente”, de modo que “os primeiros missionários, espantados com tal conjunto, assimilaram-no ao Diabo e fizeram dele o símbolo de tudo o que é maldade, perversidade, abjeção e ódio, em oposição à bondade, pureza, elevação e amor de Deus”.